70% das PMEs brasileiras estão fora da cloud


70% das PMEs brasileiras estão fora da cloud: A Intel apresentou hoje (28) uma pesquisa sobre a adoção de computação na nuvem entre as empresas de médio (mais de 200 funcionários) e pequeno (até 5 funcionários) porte do País. De acordo com o levantamento, realizado pela AMI Partner, 70% das PMEs não começaram um processo de transição para a nuvem. Por outro lado, quase 50% dos respondentes consideram como prioridade nos próximos 12 meses o investimento em tecnologia para a redução de custos e maior eficiência.
O estudo ouviu quase 300 PMEs brasileiras e apontou que apenas 3% delas foram plenamente transformadas pela cloud computing. A estimativa do levantamento é que a adoção de soluções na nuvem e as mobile devem crescer de 3 a 7 vezes mais rápida do que as tradicionais, on premise. Somente no mercado de cloud para as pequenas e médias empresas, o Brasil deve movimentar US$ 6,6 bilhões neste ano, isso contando com as empresas de services providers que preparam a infraestrutura tecnológica para ofertar soluções na nuvem com serviços embarcados.

Dentre as empresas que estão em movimento para a computação na nuvem, os sistemas de gestão são os primeiros a migrarem e o nível de satisfação é alto: 66% das pequenas e 70% das médias que adotaram serviços de cloud estão satisfeitas com os serviços ofertados. Quando perguntadas o motivo da adoção, 49% das pequenas empresas e 62% das médias responderam que a economia nos custos operacionais é um dos fatores que estão levando as PMEs e buscar novas tecnologias.

Na visão de Fabio de Paula, diretor da Intel para o mercado corporativo, a evolução da computação na nuvem entre as PMEs será natural na medida em que elas enxergam o valor que esse modelo traz para o negócio. “Já passamos do momento ideal para a adoção da nuvem, pois ela é o centro da transformação digital nas organizações. Independentemente do formado, pública ou privada, esse modelo é o ideal para redução de custos, escalabilidade, flexibilidade e maior eficiência”, pontua.

Segundo os dados da pesquisa intitulada 2016 Brazil Small & Medium Business: ICT & Cloud Services Tracker Overview, os investimentos em TI pelas pequenas e médias empresas brasileiras deve saltar de US$ 48 bilhões em 2016 para US$ 63 bilhões até 2020. As áreas de investimento incluem as DaaS (Data as a Service), IaaS (segurança, storage e servidores), PaaS (Plataform as a Service) e aplicações SaaS (Software as a Service).

“Temos um amplo mercado para explorar, pois as PMEs estão enxergando o valor da computação na nuvem. E esse movimento tem impacto, inclusive, no mercado da indústria de TI, seja os grandes players ou os integradores, todos estão adequando o portfólio para atender essas demandas desse nicho de negócio”, completa o diretor.

“70% das PMEs brasileiras estão fora da cloud”

FONTE: DECISION REPORT


Conteúdos que você pode gostar também:

Inteligência Artificial e os benefícios do deep learning

Inteligência Artificial e os benefícios do deep learning: Junto com diversas pesquisas e descobertas relacionadas ao…

Infrastructure as a Code: Gerencie nuvens com eficiência

Saiba mais sobre o termo Infrastructure as a Code O termo Infrastructure as a Code (Infraestrutura como Código) tem se…

Como migrar pra cloud computing de forma segura?

Dicas de como migrar para cloud computing com segurança O fato de migrar pra cloud computing nada mais é do que uma…