5 dicas para uma gestão eficiente da infraestrutura de TI


A transformação digital tornou o acesso às informações de forma rápida e eficaz uma demanda essencial em qualquer organização. Para isso, é fundamental contar com uma gestão eficiente da infraestrutura de TI.

Um dos grandes desafios para isso é proporcionar esse acesso fácil e ágil para as equipes – estejam seus colaboradores onde estiverem. É aí que entra a nuvem, que permite acessar documentos e aplicações em qualquer canto do mundo.

Porém, a maioria das empresas incorporam ambientes de nuvem híbrida (privada e pública) e multicloud (infraestrutura de nuvem heterogênea de vários fornecedores). No geral, essas infraestruturas não têm consistência nas interfaces de gerenciamento, nos controles de acesso e no suporte a ferramentas de terceiros. Isso dificulta a tarefa de gerenciar e proteger suas operações.

Por isso listamos aqui cinco dicas para ajudar sua empresa a garantir uma gestão eficiente da infraestrutura de TI – confira!

1) Maximize o espaço de armazenamento

Com a crescente troca de informações entre diferentes plataformas em cada rede de data center, sua empresa nunca terá espaço de armazenamento suficiente.

Portanto, é importante maximizar a quantidade de armazenamento para ajudar suas equipes a lidarem com milhares de terabytes e petabytes de informações em sua organização. Uma boa abordagem é usar plataformas de armazenamento baseadas em nuvem.

2) Adote plataformas, ferramentas e soluções que suportam ambientes híbridos e multicloud

Agilidade, resiliência e velocidade são algumas das principais características de todas as implementações na nuvem – é por isso que muitas organizações estão adotando estratégias de cloud-first.

Para isso, é preciso contar com as ferramentas certas para gerenciar e proteger com eficácia o cenário de nuvem em evolução.

Ao planejar sua estratégia de nuvem, lembre-se de que as ferramentas certas e um roteiro detalhado são essenciais para apoiar uma transição bem-sucedida.

Provavelmente parte da sua carga de trabalho será transferida ou já se encontra na nuvem pública, de modo que sua equipe deverá estar preparada para gerenciar um ambiente híbrido.

O ideal é que a mesma equipe cuide da nuvem e de seu data center, para evitar configurações incorretas e minimizar a complexidade.

Sua empresa pode também adotar soluções de gerenciamento e segurança que suportem cenários de nuvem híbrida – como uma combinação de ambientes de nuvem do Microsoft Azure, Amazon Web Services e / ou do Google.

Adquira tecnologias que planejem ou suportem várias nuvens para garantir um modelo de gerenciamento e segurança sustentável nessa situação – como o CloudHit.

3) Mantenha os custos sob controle

É possível reduzir os custos dos grandes datacenters, geralmente encontrados em nuvens híbridas, aproveitando as economias de escala em questões como hardware, eletricidade e gerenciamento, espaço físico, recursos de infraestrutura e custos indiretos na forma de pessoal.

A automação também contribui para ampliar a eficiência econômica e operacional das rotinas. Outra vantagem é a capacidade de manter a propriedade dos dispositivos e de os conceder aos usuários finais, o que pode ajudar sua empresa a economizar bastante. O ponto é que ao

O gerenciamento de nuvem híbrida permite que desenvolvedores e arquitetos em nuvem forneçam aos desenvolvedores uma TI de autoatendimento, permitindo o acesso aos servidores e serviços de que precisam com apenas alguns cliques, quando e como precisam deles.

O gerenciamento híbrido de nuvem também elimina a complexidade que a nuvem híbrida pode trazer, permitindo a capacitação de TI e de usuário de autoatendimento, mesmo para os ambientes mais complexos.

Também é importante saber analisar a relação custo X benefício dos provedores de cloud disponíveis no mercado – você pode saber mais sobre o tema neste artigo.

4) Reforce a conformidade da manutenção preventiva

Como os custos potenciais de tempos de inatividade em um data center são enormes, sua empresa deve fazer manutenção preventiva regularmente e concluí-los a tempo.

A melhor maneira de fazer isso é reforçar a conformidade da manutenção preventiva. Defina uma regra de 10%: os técnicos deverão concluir os reparos dentro de 10% do intervalo planejado para manutenção.

Por exemplo: se sua empresa estipula um intervalo de 30 dias, o trabalho preventivo deve ser concluído em até três dias antes da data final.

5) Faça backup de cargas de trabalho

Backup e recuperação são críticos para segurança em ambientes híbridos e multicloud. Eles são as únicas maneiras de garantir que riscos como ransomware ou configurações incorretas não danifiquem permanentemente a infraestrutura geral da nuvem e afetem sua capacidade de atender aos clientes.

Embora sua empresa possa usar a funcionalidade de backup nativa de cada nuvem, é sempre melhor adotar uma solução de backup e recuperação que suporte todo o seu ambiente de nuvem.

Descubra como o CloudHit ajuda a garantir a segurança e a gestão eficiente da infraestrutura de TI: clique para obter 30 dias grátis.


Conteúdos que você pode gostar também:

Conheça o Data Lake Blockchain as a Service

Assista o vídeo na íntegra para entender a proposta e o funcionamento da Plataforma Data Lake Blockchain! Se tem…

Conheça o Data Lake Blockchain As a Service

A ADTsys em parceria com Von Braun Labs lançou seu novo serviço, o Data Lake Blockchain as a Service.

Data Analytics e BI – transformação digital nas empresas 4.0

Data Analytics e BI têm presença garantida no mercado 4.0, marcado pela corrida das empresas em busca de estratégias e…