Nuvem, uma mudança fundamental


Nuvem, uma mudança fundamental: Claro, é essencial para as organizações absorver os benefícios da computação em nuvem, incluindo as abordagens, mencionando as diferenças entre Capex e Opex, reduzindo custos e minimizando riscos. Cloud computing representa uma mudança fundamental na forma como as empresas utilizam e oferecem os seus serviços. Para muitas empresas de pequeno e médio porte, representa uma escolha de competir em um ambiente de negócios com concorrentes poderosos.

Nuvem, uma mudança fundamental: Os gerentes de TI estão hoje inundados com inúmeras propostas de negócios, por esta razão, vou dar-lhe alguns insights que percebo e são totalmente validos na adoção de um serviço na nuvem.
Identificar o “head” e tomadores de decisão dentro da prestadora de serviços em nuvem e certifique-se de seu compromisso. A adoção da arquitetura em nuvem é um processo que requer um forte esforço para toda a empresa. Cada função, aplicação e dados tem de ser movido para a nuvem; por este motivo, é necessário ter um forte compromisso com a gestão para fortalecer o relacionamento entre ambas as partes.

Os gestores têm de estabelecer metas razoáveis para a adopção do paradigma de computação em nuvem. A migração para a nuvem requer um esforço de equipe para planejar, projetar e executar todas as atividades para mover estes workloads evitando overload dentro desta nova infraestrutura. O processo de migração pode ser gerenciado por três equipes diferentes, com uma profunda expertise nas seguintes áreas:

  • Especialistas em Cloud

  • Especialistas em Segurança

  • Especialistas em Aplicações

As divisões têm de coordenar os seus esforços, definindo o plano de transição e com foco nas atividades que necessitam de um esforço conjunto.

Nuvem pública ou privada, qual escolher?

As empresas têm de escolher a arquitetura de nuvem adequada. Uma das decisões mais importantes está relacionado com a adoção de uma infraestrutura de nuvem pública ou privada.

A escolha depende de vários fatores, incluindo o tamanho da empresa e dos orçamentos reservados para os serviços de TI da empresa. Uma nuvem pública é normalmente oferecida por empresas grandes como por exemplo, Amazon, Google e Microsoft, que fornece infraestrutura de nuvem de baixo custo.
Em uma nuvem privada, dados e aplicativos da empresa são hospedados em um data center remoto dedicado a uma única empresa, dando muito mais controle para as empresas em termos de segurança, privacidade e flexibilidade, obviamente, uma nuvem privada é mais cara do que a pública. Uma terceira opção é trabalhar no conceito híbrido na qual é um misto entre nuvem pública e privada.

A Escolha do prestador de serviço em Cloud

A escolha de um provedor requer a avaliação longa e cautelosa os principais elementos a considerar são:
Níveis de Serviço: Esta característica é essencial quando as empresas têm necessidades obrigatórias apresentada por Indicadores de desempenho (KPI) relatando à disponibilidade do ambiente, tempo de resposta, capacidade de recursos e outros itens estabelecidos no acordo de Nível de Serviço (SLA).Um fator importante para escolher o fornecedor certo e estabelecer uma relação contratual clara entre um cliente de serviços de nuvem e um prestador de um serviço requer uma atenção para a proteção dos dados pessoais hospedados no serviço de nuvem.

Suporte: O suporte é um requisito a considerar cuidadosamente. Pode ser oferecido on-line ou através de um call center e, em alguns casos, poderia ser necessário para um recurso dedicado.
Segurança: O que é o nível de segurança oferecido pelos provedores, aonde estão meus dados? Estas e muitas outras perguntas devem ser formuladas para o provedor de nuvem, a fim de evitar surpresas futuras.

Compliance: Escolha a arquitetura de nuvem de acordo com o cumprimento das normas para a indústria específica. Privacidade, segurança e qualidade são fatores que podem contar mais para frente.
Prepare um plano de negócios detalhado na migração para nuvem

É necessário que um plano de negócios para definir o fluxo de trabalho para a migração para infraestrutura de nuvem. O plano tem de detalhar os recursos envolvidos no processo e os esforços relacionados. Deve incluir a lista dos serviços a migrar, a linha do tempo das operações, e os custos relacionados, numa base anual.

Na elaboração do documento, é necessário considerar as necessidades de negócio da empresa e os requisitos para o provedor de nuvem que temos de escolher. Os impactos da migração em todos os setores da empresa, que vão desde a equipe de TI para a equipe legal que vai lidar com novos tipos de contratos de tecnologia.

“Nuvem, uma mudança fundamental”

Artigo de: Thiago Benevides – Gerente de Produtos da ADTsys/ Fundador do CLOUDPORTAL


Conteúdos que você pode gostar também:

Inteligência Artificial e os benefícios do deep learning

Inteligência Artificial e os benefícios do deep learning: Junto com diversas pesquisas e descobertas relacionadas ao…

Infrastructure as a Code: Gerencie nuvens com eficiência

Saiba mais sobre o termo Infrastructure as a Code O termo Infrastructure as a Code (Infraestrutura como Código) tem se…

Como migrar pra cloud computing de forma segura?

Dicas de como migrar para cloud computing com segurança O fato de migrar pra cloud computing nada mais é do que uma…