2021 deve marcar grande momento da computação em nuvem


2021 deve marcar grande momento da computação em nuvem: O conceito de computação em nuvem é discutido no mercado de tecnologia há pelo menos dez anos, desde quando, em 2006, Eric Schmit, do Google, falou numa conferência para desenvolvedores sobre o assunto. Naquele ano, ele dizia que pouquíssimas pessoas entenderiam o potencial do que ele chamada de Cloud Computing. O fato é que, passado todos esses anos, o modelo ainda não atingiu seu ápice e levará mais algum tempo para que isso aconteça. Pelo menos é o que apontamas projeções compartilhadas pelo CEO da VMware Pat Gelsinger.

Desde 2006, quando o modelo começou a ser construído, a sociedade saiu de um ambiente onde 2% era considerado nuvem e 98% tradicional para 73% tradicional, 15% em nuvem pública e 12% em nuvem privada em 2016. Mas o grande momento deve vir a partir de 2021, quando 50% dos ambientes de TI rodarão no modelo de nuvem, sendo 30% pública e 20% privada. Da parte pública, 14% deverá ser SaaS e 16% IaaS. Isso ainda deixará um longo caminho a ser perseguido para que essa arquitetura mais eficiente realmente prevaleça em detrimento de modelos tradicionais. Mas isso, apresentou Gelsinger, só deve ocorrer mesmo em 2030, quando 52% será nuvem pública, 29% privada e 19% no tradicional.

Neste ínterim, o executivo prevê grandes oportunidades no mercado hosting. “Trata-se de um mercado de US$60 bilhões atualmente que, em 2021, deverá chegar a US$ 110 bilhões, falando de serviços gerenciados. Esse movimento está acelerado, saindo do hosting tradicional para um serviço realmente de nuvem”, comentou. “Com essa mudança, o hardware não vai mais ser operado pelas corporações, mas por provedores de serviços. Esse ano, a curva de data center construído por provedores deve passar a ser construída por grandes corporações.”

O CEO fez questão de lembrar, ainda em seu discurso, que, embora muito se fale sobre transformação digital, apenas 20% dos negócios estão liderando de fato o movimento. Cultura e tecnologia são citados por ele como os principais pilares dessa onda, que passa por reescrever regras e otimizar processos; já do lado da TI vem o uso massivo da nuvem, entre outros pontos que permitam automatizar o máximo de processos possível.

“2021 deve marcar grande momento da computação em nuvem”

FONTE: IT FORUM 365


Conteúdos que você pode gostar também:

Inteligência Artificial e os benefícios do deep learning

Inteligência Artificial e os benefícios do deep learning: Junto com diversas pesquisas e descobertas relacionadas ao…

Infrastructure as a Code: Gerencie nuvens com eficiência

Saiba mais sobre o termo Infrastructure as a Code O termo Infrastructure as a Code (Infraestrutura como Código) tem se…

Como migrar pra cloud computing de forma segura?

Dicas de como migrar para cloud computing com segurança O fato de migrar pra cloud computing nada mais é do que uma…