Cientista de dados é considerada a melhor profissão nos EUA


Cientista de dados: essa foi a profissão escolhida como a melhor do ano – considerando o potencial de remuneração, níveis de satisfação e a disponibilidade de vagas no mercado.

A lista, que é produzida pela Glassdoor, plataforma onde funcionários e ex-funcionários analisam e classificam, de forma anônima, as empresas e sua administração, destaca os 50 melhores empregos nos Estados Unidos a cada ano.

O Brasil também apresenta um cenário promissor: cientista de dados é a segunda profissão que mais se expandiu no setor, perdendo só para o cargo de engenheiro de machine learning.

Entenda melhor sobre essa profissão do futuro, suas atribuições e tudo o que você precisa saber para se tornar um cientista de dados de sucesso.

Cientista de dados: profissão do futuro?

Além da remuneração generosa da ampla oportunidade de emprego, cientista de dados é uma profissão do futuro justamente porque ajuda a orientar uma empresa na direção certa. Afinal, cada vez mais empresas estão começando a perceber o potencial que seus dados oferecem – em termos de estratégia e oportunidades de negócios.

Um cientista de dados ajuda a responder perguntas – muitas vezes até traz soluções para problemas que sequer ainda foram encontrados pela empresa.

Isso pode acontecer em testes A / B, na análise de produtos e nas estratégias – onde é possível detectar o que está funcionando e o que não está.

Tudo isso está altamente conectado com as tendências atuais do mercado e suas demandas – contar com um cientista de dados pode efetivamente fazer a diferença para o sucesso em sua indústria.

Perfil do cientista de dados

Os cientistas de dados podem impactar as decisões que os gerentes tomam, no que diz respeito ao gerenciamento de produtos e à eficiência operacional.

É claro que isso pode variar de uma instituição para a outra, mas é possível afirmar que este profissional é quem fornece insights que impactam diretamente nas decisões de alto nível sobre produtos, negócios e estratégias.

Entre as atribuições de sua job description pode estar também a criação de painéis que ajudem em uma visualização mais prática e direta de todos os dados envolvidos em cada operação, sempre de uma forma visualmente mais específica.

Habilidades essenciais para um bom cientista de dados

Existem algumas habilidades e domínios de ferramentas – que você verá a seguir – que são essenciais para o trabalho de um cientista de dados eficaz.

Mas paralelo a isso, este profissional precisa ter um amplo senso sobre o produto e os negócios. É preciso trabalhar sua intuição em conjunto com a compreensão sobre o segmento.

Isso ajuda a encontrar os direcionamentos mais eficazes, fazer as perguntas certas e desenhar modelos que realmente sejam pertinentes aos desafios enfrentados pela organização.

Além disso, o cientista de dados precisa ter um domínio sobre:

  • Programação;
  • Pensamento lógico;
  • Números;
  • Banco de dados;
  • Ferramentas de big data mais atuais.

Fora isso, é importante ter formação acadêmica. Hoje já é possível encontrar alguns cursos específicos em instituições de ensino tradicionais e também nas que oferecem cursos de Educação à Distância (EAD).

Vale o alerta: com a crescente demanda sobre o curso, pode ser difícil encontrar vagas – o que acaba prejudicando o mercado, onde sobram ofertas de emprego para quem quer ser um cientista de dados.

Atribuições do cientista de dados no dia a dia

Uma combinação de codificação, leitura de documentos, uso de inteligência artificial como suporte de dados, alinhamentos com gerentes de produto, engenheiros de dados e a manipulação de algumas informações pessoais para ajudar nas próprias descobertas – esse é o resumo simplificado de um dia na vida de um cientista de dados.

Mas vale ressaltar que um dia pode ser completamente diferente do outro. Projetos diferentes, demandas especiais e a multiplicidade de canais para obter dados tornam o dia a dia mais dinâmico e desafiador.

Outra questão importante é que muitas dessas tarefas do dia a dia exigem um preparo que vai além de formação acadêmica: é preciso ter repertório para fornecer respostas ágeis em situações-chave.

Isso significa manter-se sempre atento e atualizado sobre as informações e tendências do setor, buscar informações em artigos – isso ajuda a formular hipóteses mais eficientes e a obter soluções efetivas para os problemas apontados pela empresa.

Esperamos que este artigo tenha ajudado a entender o que faz um cientista de dados e porque essa é a profissão do futuro. Para ficar por dentro de todas as principais novidades do setor, siga a ADTsys nas redes sociais.

Siga a ADTsys no FacebookSiga a ADTsys no TwitterSiga a ADTsys no InstagramSiga ADTsys no LinkedIn


Conteúdos que você pode gostar também:

Conheça o Data Lake Blockchain as a Service

Assista o vídeo na íntegra para entender a proposta e o funcionamento da Plataforma Data Lake Blockchain! Se tem…

Conheça o Data Lake Blockchain As a Service

A ADTsys em parceria com Von Braun Labs lançou seu novo serviço, o Data Lake Blockchain as a Service.

Data Analytics e BI – transformação digital nas empresas 4.0

Data Analytics e BI têm presença garantida no mercado 4.0, marcado pela corrida das empresas em busca de estratégias e…