Mitos e verdades sobre o cloud computing


Separamos mitos e verdades do cloud computing que já é mais do que uma tendência, o cloud computing já é uma realidade consolidada há alguns anos. A tecnologia cloud é mais uma que visa facilitar o dia a dia dentro do ambiente corporativo, ajudando a organizar e armazenar dados e ativos.

Grande parte das empresas já trabalha com a tecnologia em nuvem. De acordo com estudo promovido pela HDI AGOV, os benefícios da cloud já atraem adeptos inclusive no setor público. Segundo estudo, 30% das instituições de diversas instâncias do Governo já usam cloud computing.

Um estudo da GlobalData ainda afirma que até 2021 cerca de 94% das empresas brasileiras já vai estar adaptada à nuvem, mercado que deve movimentar em torno de US$ 2,5 bilhões nos próximos anos.

A ascensão do cloud computing
O termo cloud computing começou a ser mais difundido a partir de 2006. Gigantes do mercado de tecnologia como Google e Amazon passaram a desenvolver produtos levando em consideração a tecnologia em nuvem, caso do Azure.

Como  já falamos em outros textos do blog, a tecnologia cloud faz uso de servidores remotos e máquinas virtuais, criando um acervo de conteúdo online capaz de substituir os data centers e toda a infraestrutura física dos setores de TI.

Estruturas monolíticas tem cada vez menos vez em um mercado dinâmico e competitivo. De acordo com pesquisa da Forrester, o aumento no uso de ferramentas SaaS (Software as a Service) está contribuindo para a maior difusão do cloud computing dentro das empresas.

A nuvem ainda pode fornecer à empresa infraestrutura como serviço (IaaS) e plataforma como serviço (PaaS). De acordo com estudo recente, repercutido aqui no blog, o instituto de pesquisa Gartner crê que o mercado de PaaS deve dobrar de tamanho até 2022.

Ainda que o conceito de cloud seja claro, surgem suposições no mercado. Por isso, resolvemos separar uma lista com alguns mitos difundidos por aí – e também as verdades – sobre o universo e os usos da computação em nuvem.

Então vamos aos mitos e verdades do cloud computing:

Mitos
“A nuvem é a nova moda!”

Se ainda tem alguém que pensa que a nuvem é apenas uma moda, está muito enganado. Não se trata de nenhuma febre passageira, e sim um instrumento de transformação digital capaz de dar suporte a uma série de processos.

A virtualização já é fato nos tempos atuais. De acordo com um estudo da consultoria IDC, os gastos relacionados aos investimentos em nuvem, por empresas públicas, deve apresentar uma alta impressionante de 240% entre 2015 e 2020.

“A nuvem impacta negativamente no mercado”

Correntes mais pessimistas insistem em afirmar que a ascensão das novas tecnologias pode substituir a mão de obra humana em alguns casos.

Contudo, essa falácia não se aplica a nuvem. A tecnologia cloud vem a somar e muito com o fazer humano, sobretudo no setor de TI, otimizando tempo e recursos na hora de armazenar e compartilhar dados online entre os membros da empresa, por exemplo.

Além de otimizar processos, economizar tempo e ajudar a reduzir custos, os desdobramentos da cloud computing acabam gerando novas formas de organização – como o caso da Edge Computing. Veja mais sobre essa nova tendência aqui!

“Cloud é um recurso só para grandes empresas”

Não existe receita pré-formada na hora de aderir a uma solução cloud. A nuvem, ao contrário do que muitos pensam, não é um recurso eficaz apenas para grandes empresas.

Pequenas e médias organizações também podem – e devem – usufruir dos benefícios da cloud computing, como maior facilidade no armazenamento e na integração dos dados com outras plataformas e ERP’s de gestão.

Para ajudar nessa tarefa de gestão, contar com uma boa tecnologia de orquestração é fundamental. Essa funcionalidade contribui na organização, coordenação e gerenciamento de entrega da infraestrutura em nuvem e de recursos de TI no sistema.

Conheça aqui as principais vantagens que sua empresa vai conquistar aderindo à orquestração em nuvem.

Verdades
“Reduza custos com cloud computing”

Ao migrar todo o acervo de dados para uma plataforma online, a empresa corta drasticamente os custos com a manutenção de data centers ou centrais de armazenamento físicas.

Com uma infraestrutura que custa menos, é possível realocar verbas para outros investimentos mais estratégicos. Lembrando: cada provedor de serviço de cloud tem planos e valores específicos – não existe uma tabela fixa!

Nesse momento de migração, inclusive, é fundamental envolver todos os setores da empresa no processo para evitar que informações ou ativos importantes se percam durante a mudança de ambiente.

“Mais privacidade para os seus dados”

Não que a nuvem extingua todas as ameaças. Mas claramente é um ambiente mais seguro do que outras soluções que não se utilizam das facilidades da tecnologia digital.

O repositório de dados online tem acesso limitado, mediante login e senha específicos, e não são facilmente hackeados. Contudo, é ideal prezar por uma rotina de monitoramento e verificação contínua para evitar invasões.

“Acesso remoto e democratizado”

Além de privacidade, a flexibilidade também é uma característica comum aos serviços em cloud. Em posse de uma senha e login, é possível acessar a nuvem de qualquer lugar, a qualquer hora.

A única obrigatoriedade, em todo esse processo, é a conexão com a internet. E como isso é cada vez mais comuns com as tecnologias 4G e 5G, e as redes wireless de domínio público (em praças, parques, restaurantes e estações de metrô), a conexão não deve ser um problema.

Agora que você conheceu os mitos e verdades do cloud computing veja outros materiais sobre cloud computing no nosso blog e acompanhe todas as novidades e tendências do mercado. Se desejar, também pode tirar dúvidas pontuais com nossos especialistas.


Conteúdos que você pode gostar também:

Conheça o Data Lake Blockchain as a Service

Assista o vídeo na íntegra para entender a proposta e o funcionamento da Plataforma Data Lake Blockchain! Se tem…

Conheça o Data Lake Blockchain As a Service

A ADTsys em parceria com Von Braun Labs lançou seu novo serviço, o Data Lake Blockchain as a Service.

Data Analytics e BI – transformação digital nas empresas 4.0

Data Analytics e BI têm presença garantida no mercado 4.0, marcado pela corrida das empresas em busca de estratégias e…